A autenticidade do Underdog

Bares, Bobby's, G&T's, Gin, São Paulo, Underdog -

A autenticidade do Underdog

A personalidade do local gera algumas críticas, mas também uma longa fila de espera

(Antes de ler, dê um play em “Born to Run”do Bruce Springsteen – vai por mim)

Se tem algumas coisas que você precisa saber antes de ir ao Underdog Bar é:

  • Talvez você fique uma eternidade na fila e nada (nem se você for amigo do Papa) vai mudar isso
  • O ponto da carne é aquele da casa – é regra!
  • Talvez você odeie tudo isso
  • Talvez você ame tudo isso
  • Tenha paciência, a hora que você der a primeira mordida vai entender tudo

 Uma das minhas coisas favoritas é ler a página do Underdog, pois é muito bom ver os comentários de amor eterno e também de críticas ao lugar, mas isso é consequência da autenticidade das pessoas que lá trabalham, e que você sente desde o atendimento até a hora de pagar a conta – eles acreditam no que estão fazendo.

 Com o cardápio bem carnívoro, o local é comandado pelo Jão e o Santiago, duas almas que se encontraram para mandar todo mundo para aquele lugar, mais precisamente as labaredas ferventes da churrasqueira do estabelecimento.

 O Santi é um cara apaixonado pela culinária e, mesmo sendo um dos sócios, é ele quem fica no comando da parrilla. Na última vez que visitamos o lugar, estava um calor insuportável e o Santi estava lá, de camiseta amarrada na testa a mil graus em frente à churrasqueira, sempre com olhar de menino - empolgado com cada carne que servia.

 Na playlist, tocavam os clássicos do rock americano, o que dava mais charme ao clima, que trazia aquela brisa do tempo árido do Arizona, dos filmes de Bang Bang que a gente tem na memória.

Para refrescar: Gim Tônica de Bobby's

 Pedimos para dividir um sanduíche servido naquele dia: pão com casquinha de provolone, bife a milanesa, presunto... estava tão bom, que nem deu tempo de tirar a foto!

 Para matar a sede e dar aquela relaxada, nada melhor do que bolhas explosivas de uma tônica bem gelada com um Bobby’s Gin, que tem aquele frescor do capim limão e somou com as sementes de cardamomo e laranja.

 E com todo esse calor, cada pedacinho do Underdog estava preenchido de gente, mesmo com a expansão do lugar – no porão, no salão, no quintal e na calçada. E ainda aquela fila de espera.

 Ou seja, para o Underdog aquela famosa frase “Falem bem, ou falem mal, mas falem de mim” serve como uma luva. Portanto se você foi e gostou, volte, se você foi e não gostou, dê uma segunda chance, e se você prefere escolher o ponto da carne, como eles mesmos dizem: escolha outro lugar.

Underdog
Rua João Moura, 541, Pinheiros
de terça, das 18h30 às 22h30, quarta a sábado, das 12h às 22h30 e domingo, das 12h às 16h

Os meninos mandando ver na parrilla


Bares
Bartenders
Bobby's Schiedam Dry Gin