Bartenders RSS



Rafael Weber - Esquina Mocoto, São Paulo

Bartender de 28 anos, Rafael Welbert nasceu em Vitória, no Espírito Santo. De ascendência alemã e italiana, ele se mudou muito cedo, ainda na adolescência, para o País da Bota, onde trabalhou como barista. Durante a alta temporada, viajava para diversos cantos da Europa, como Suíça e Barcelona, trabalhando como bartender. “Sempre foi uma profissão que me garantia trabalho em qualquer canto que eu estivesse”, afirma Rafael. Para o Gin Tonic week, ele criou o Canto do Mar, um GT bem brasileiro com o Gin Virga.

Continuar lendo



Tom Oliveira - Home SP, São Paulo

Tom Oliveira é o representante da noite underground de São Paulo. Respirando o clima da agitada Rua Augusta, Tom é o chefe de bar do Home SP, casa que abriu as portas em meados de 2016 e é dos mesmos sócios do bar Hotel, no mesmo quarteirão. Tom Oliveira tem mão afiada, drinques criativos num ambiente despojado. Para o Gin Tonic Week, ele criou o Guava Tonic com Bobby's Schiedam Dry Gin, venha provar.

Continuar lendo




Jean Ponce - Guarita Bar, São Paulo

O Guarita abriu em 2016 e tem o ótimo Jean Ponce na sociedade e concepção do bar. Ele é o braço direito e esquerdo desse boteco incrível que tem como dobradinha a cozinha do chef Greg Caisley. Jean tem mão calibrada, papo bom e experiência de sobra para guiar os clientes do balcão por uma bela jornada etílica noite adentro. Venha provar sua criação exclusiva para o evento: o GT Bendita.

Continuar lendo



Zulu assina carta do Raiz, novo bar do Jacarandá (SP), e envelhece gim em amburana. Confira a receita do drinque da casa

Na capital paulista, quem passa pelo número 153 da Rua Alves Guimarães, em Pinheiros, talvez não se dê conta, mas no subsolo do restaurante daquele ponto tem muita bebida boa e drinques com gim. Com consultoria do bartender Laércio Zulu, o Raiz é o novo bar do Restaurante Jacarandá, recém-inaugurado pelo restaurateur Milton Lima. Mini arroz bomba com camarão e porco - Rubens Kato No cardápio, só de bater os olhos, já fica claro o poder do gim. Além de três drinques clássicos (dry martini, negroni e gim-tônica), a receita da casa também é feita à base de gim. “Atualmente, negroni e gim-tônica estão muito em alta, mas o coquetel mais classudo, e que melhor representa o espírito do Raiz...

Continuar lendo